X

CLIQUE E ENTRE JÁ
EM CONTATO CONOSCO!

11 4118-2797

comercial@

PARA CLIENTES:

CLIENTE

11 99909-7034

PARA QUEM
QUER SER CLIENTE:

NÃO
CLIENTE

11 96313-0569

Notícias

Compartilhe:
IRPF 2022: Principais Motivos Para Cair na Malha Fina

IRPF 2022: Principais Motivos Para Cair na Malha Fina

01/04/2022

Antes de conferir os principais motivos que levaram os contribuintes a cair na malha fina em 2021, é importante entender alguns princípios básicos quanto ao Imposto de Renda de Pessoa Física 2022.

Primeiramente, confira quem está obrigado:

  • Rendimentos tributados acima de R$ 28.559,70.
  • Isentos ou exclusivamente na fonte acima de R$ 40.000,00.
  • Operações de venda de imóveis com ganho de capital ou realização de operações em Bolsa de Valores.
  • Possuir bens em valor superior a R$ 300.000,00 em 31/12/2021.
  • Atividade rural em 2021 superior a R$ 142.798,00.
  • Tornou-se residente no Brasil no ano de 2021.

O prazo para entregar a declaração do IRPF 2022 é até as 23h59 do dia 29/04/2022. A multa para quem não entregar é de R$ 165,74 ou 1% sobre o valor devido de imposto (o maior), limitado a 20%.

Para quem tem dúvidas, “cair na malha fina” significa que sua declaração de IRPF ficou retida na base da Receita Federal por conta de alguma inconsistência identificada pelo fisco. Em 2021, foram mais de 600.000 declarações nessa situação. Como isso acontece? A análise das declarações é feita através do cruzamento dos dados lançados pelo contribuinte em sua declaração versus os dados constantes na base de dados da Receita Federal; é essa comparação de dados que detecta eventuais inconsistências.

Descubra, a seguir, quais foram os erros mais frequentes no preenchimento em 2021:

 

1º MOTIVO 46%: Omissão de Rendimentos e Operações do Titular e/ou de Dependentes

  • Empresas que trabalhou no ano anterior
  • Resgates de Previdência Privada
  • Rendimentos dos dependentes 
  • Rendimentos de Pensão Alimentícia
  • Rendimentos de aluguel
  • Não declarar as operações em renda variável (bolsa de valores)
  • Não declarar o ganho de capital na venda de bens

 

2º MOTIVO 26%: Valores incompatíveis lançados como despesas com saúde

  • Inflar valores sem nota fiscal ou recibo 
  • Lançar despesas médicas de não dependentes (mesmo que tenham sido pagas)
  • Lançar despesas médicas objeto de reembolso do convênio
  • Lançar medicamentos e outras despesas não dedutíveis
  • Lançar plano de saúde pago pela empresa, sem que tenha havido reembolso para a empresa

 

3º MOTIVO 21%: Informações divergentes das informadas pela fonte pagadora de rendimentos

  • Digitar valores invertendo números ou posição do Informe de Rendimentos, seja por erro, por tentativa de reduzir imposto ou até mesmo por achar que os valores do Informe estão errados.
  • Informar rendimentos tributados erroneamente nas fichas de Rendimentos Isentos ou de Tributação Exclusiva na Fonte.

 

4º MOTIVO 7%: Dedução indevida de Previdência Privada, Previdência Social ou Pensão Alimentícia

  • Lançar dedução de Previdência Privada para Planos de VGBL
  • Lançar Previdência Privada nos campos de Previdência Social Oficial
  • Deduzir valor de Pensão Alimentícia superior ao que esteja previsto em Sentença Judicial
  • Lançar como dependente alguém que receba Pensão Alimentícia

 

Mas como detectar se você caiu na malha fina? As declarações podem ser consultadas no E-CAC através de um código de acesso. Se a situação da declaração estiver em “COM PENDÊNCIA”, sua declaração está retida em MALHA FINA.

O que fazer? Caso a declaração esteja incorreta, é necessário corrigi-la através de uma DECLARAÇÃO RETIFICADORA. Caso a declaração esteja correta, é necessário marcar uma entrevista para entregar documentos comprobatórios da regularidade (ex.: despesas médicas, despesas de pensão, etc.).

Como reduzir o risco de cair na malha fina? Conte com a ajuda de um contador experiente. Assim você avita erros comuns, tira todas as suas dúvidas, agiliza a declaração e recebe a restituição antes.

Na PLUS Contábil, somos especialistas no assunto desde 1996. Conte com nossa experiência para fazer sua declaração de IRPF 2022!