X

CLIQUE E ENTRE JÁ
EM CONTATO CONOSCO!

11 4118-2797

comercial@

PARA CLIENTES:

CLIENTE

11 99909-7034

PARA QUEM
QUER SER CLIENTE:

NÃO
CLIENTE

11 96313-0569

Notícias

Compartilhe:
A Eutanásia Empresarial – Parte 01

A Eutanásia Empresarial – Parte 01

07/01/2022

Este termo médico é muito forte, mas pode descrever bem o que é vivenciar uma empresa em fase final por gestão ineficaz ou inexistente, algo comum no Brasil.

É inegável que o brasileiro tenha o empreendedorismo nas veias. Segundo o site Agência Brasil, com fonte do Ministério da Economia, são abertas quase 200.000 empresas por mês (exercício de 2020).

É também comum ouvirmos pessoas dizendo que têm o sonho de “montar o negócio próprio”, mas é necessário que o mesmo seja devidamente planejado e estruturado para que não se transforme num grande pesadelo.

Gestão é a palavra-chave e deveria ser algo obrigatório. Vale reforçar aqui que gestão é diferente de simplesmente ter um ERP, que muitas vezes sequer permite extrair informações com qualidade para a tomada de decisões.

 

Procrastinar, o mal de muitos gestores!

Procrastinar significa adiar algo ou prolongar uma situação para ser resolvida depois. A procrastinação acaba sendo um dos fatores que levam as empresas ao encerramento das atividades. Isso porque decisões importantes deixam de ser tomadas ou postas em prática por falta de comprometimento ou mesmo de conhecimentos técnicos para a execução. À medida que a situação financeira caótica se consolida, projetos serão deixados de lado e alternativas paliativas poderão ser uma saída ineficaz.

 

O diagnóstico empresarial tende a ser uma solução.

Independentemente do porte da empresa, quando os gestores identificam problemas que fogem aos seus conhecimentos, é importante buscar um diagnóstico técnico para encontrar soluções que possam ser postas em prática. O retardo no diagnóstico, ou um diagnóstico realizado por profissionais sem a devida qualificação técnica, pode comprometer a eficácia na solução do problema.

 

Consultoria Financeira ou Consultoria de Negócios?

Toda empresa deveria contar com Consultoria e Assessoria Empresarial para agregar conhecimentos técnicos à expertise de seus negócios. A periodicidade, a modalidade (presencial ou à distância), o conteúdo técnico, dentre outros detalhes, devem variar de empresa para empresa.

A Consultoria Financeira se faz necessária quando os empresários e sua equipe dispõem de poucos conhecimentos técnicos. Um especialista assessorando a empresa pode ser um diferencial para esclarecer decisões ou mesmo estruturar relatórios gerenciais.

Entre as atividades de uma Consultoria Financeira, podemos citar:

  • Análise de margens de produtos
  • DRE rerencial
  • Balanço patrimonial
  • Formação de preços
  • Definição do ponto de equilíbrio
  • Dentre outros

Quando uma empresa já se encontra com sérios problemas financeiros, apenas uma Consultoria Financeira não fará mais a diferença. Nesse momento, o caminho é buscar profissionais ou empresas com experiência em situações semelhantes, visando trazer soluções em diferentes frentes. A Gestão de Negócios agrega conhecimentos mais amplos e pode auxiliar a empresa em questões como:

  • Finanças
  • Vendas
  • Marketing
  • Tomadas de decisões
  • Dentre outras

Continua...

 

Fonte: Contabeis.com.br

Adaptado por: PLUS Contábil